Exercícios& 
Fisioterapia Vol 1 & 2
Últimos Artigos
Participe da Lista de e-mails
Categorias

Complexo do Quadril #02

ABDUÇÃO

O movimento de abdução do quadril, leva o membro inferior para lateral, afastando-o do corpo para lateral, na prática toda abdução acima de 5º gera uma abdução igual do lado oposto! Isso fica mais evidente a partir de 30º quando as fossas das espinhas ilíacas póstero superiores ficam inclinadas em relação ao solo. Logo cada um dos quadris está realizando uma abdução de 15º.

A mesma ideia se transfere durante toda amplitude do movimento de abdução, sendo assim quando se chega a um movimento de abdução na amplitude de 90º cada quadril deve estar em 45º com a linha média do corpo, a coluna torna-se convexa para o lado do apoio, e acima disso cada vez mais a coluna participa dos movimentos de abdução do quadril.

Através do exercício e treinamento é possível aumentar a amplitude máxima da abdução do quadril, como por exemplo em ginastas e bailarinas podendo chegar a 120º/130º de abdução ativa, ou seja sem apoio, já na abdução passiva, alguns indivíduos podem atingir 180º de abdução na abertura lateral, neste caso não trata´se apenas de uma abertura lateral mas na realidade ocorre uma báscula da bacia para frente enquanto a coluna se curva em uma hiperlordose com uma flexão e abdução do quadril.

ADUÇÃO

Ao contrário da abdução a adução leva o membro inferior para o membro inferior para “dentro” cruzando a linha média do corpo e indo em direção ao membro do lado oposto.

Desta forma não existe adução pura acima de 5-10º, também vamos considerar adução pura, quando ela parte de uma abdução até membro inferior ser levado ao encontro do outro membro inferior.

Os movimentos de abdução estão intimamente ligados a extensão do quadril e a flexão do quadril.

Ou ainda a adução de um quadril combinada com a abdução do quadril oposto, com um movimento sincronizado onde a bacia inclina-se e a coluna se curva de forma convexa para o lado do membro em adução.

Dentro das possibilidades de adução, temos a combinação de adução, flexão do quadril e rotação externa, ou um simples cruzar as pernas e esta posição é a de maior instabilidade do quadril.

No próximo post da série vamos falar sombre as rotações do quadril! até lá

Contato

© 2014 by Fisioterapeuta Lucas Job 

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Entre em contato comigo por aqui

terei prazer em responder a qualquer 

dúvida

Visite nossas redes sociais:

Nome *

Email *

Assunto

Mensagem