Exercícios& 
Fisioterapia Vol 1 & 2
Últimos Artigos
Participe da Lista de e-mails
Categorias

Complexo do Ombro #10

A articulação Escapulotorácica


Esta articulação é fácil se compreender, na verdade ela é uma falsa articulação, já que não são duas superfícies ósseas que se tocam e sim os músculos que recobrem estas superfícies ósseas.


Zona escapulo-serrática:

Essa articulação é compreendida entre o osso da escápula na região anterior recoberta pelo músculo subescapular e na região posterior das costelas o músculo serrátil anterior (destacado em amarelo), que se estende pela margem interna da escápula até a parede lateral do tórax.


Zona Tóraco-serrática


Região de mobilidade abaixo do músculo serrátil anterior (destacado em amarelo), que desliza pela parede do troco, pelas costelas e músculos intercostais.


Detalhes da posição da articulação.


Em uma vista Axial a escapula forma um ângulo oblíquo de medial para lateral de posterior para anterior, este ângulo está na média de 25º-35° de abertura de Medial para lateral.


Já a clavícula apresenta uma obliquidade de lateral para Medial em.um ângulo de 55º-65°.




Já na vista posterior a posição natural da escápula é em média, entre a 2° e 7° costela, em relação aos processos espinhoso, seu ângulo superior interno corresponde ao processo espinhoso entre a 1ª e 2ª vértebra torácica.


O ângulo inferior entre o processo espinhoso da 7ª ou 8ª vértebra, a porção interna da espinha da escápula alinha-se com o processo espinhoso da 3° vértebra torácica (não consegui representar neste modelo 3d).


Em média a escápula se alinha de 5-6 cm da linha dos processos espinhoso.


Contato

© 2014 by Fisioterapeuta Lucas Job 

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Entre em contato comigo por aqui

terei prazer em responder a qualquer 

dúvida

Visite nossas redes sociais:

Nome *

Email *

Assunto

Mensagem