Exercícios& 
Fisioterapia Vol 1 & 2
Últimos Artigos
Participe da Lista de e-mails
Categorias

Complexo do Ombro #05

Cápsula e ligamentos do ombro

A cabeça umeral apresenta-se rodeada pela cápsula como se fosse um babador, ou um sombreiro visto de cima.



Na porção inferior da cápsula existe pregas na cápsula, para permitir o movimento desta em flexão e abdução a 180º, chamado de recesso axilar ou “frenula capsulae” marcado pela seta e o número 1.



A porção superior da cápsula é mais espessada pelo ligamento glenoumeral superior.



Dentro da cápsula encontramos o tendão da cabeça longa do bíceps, na imagem da esquerda vemos a cápsula cobrindo a cabeça do úmero e na imagem da direita retiramos a cápsula e conseguimos observar o tendão da cabeça longa do bíceps passando sobre a cartilagem que recobre a cabeça do úmero, esta porção do tendão que estava recoberta pela cápsula articular.























A cavidade glenoide.


O lábio da glenoide recobre todo a fossa glenoide, em seu ponto mais superior temos a inserção do tendão do bíceps braquial.





Ainda são reforços ligamentares o ligamento córaco-umeral (amarelo), outro reforço da cápsula é o ligamento glenoumeral e seus três fascículos superior (1), médio (2) e inferior (3), estes três formam um Z em uma vista frontal, que não fica bem evidente neste modelo 3d.





















Os Ligamentos ligamentos da articulação escapulo-umeral.


Ligamento córaco-umeral


Se estende do processo coracoide até a tuberosidade maior do úmero, (mesmo ponto de inserção do músculo supra-espinhoso), prolongando-se até a tuberosidade menor do úmero (ponto de inserção do músculo subescapular), São dois fascículos que formam uma faixa que fecha a incisura inter-tuberositária, por onde passa o tendão da cabeça longo do bíceps, o sulco bicipital, por onde transcorre o tendão da cabeça longa do bíceps é convertido em canal pelo ligamento umeral transverso.


Ligamento glenoumeral e seus três fascículos superior, médio e inferior, estes três formam um Z em uma vista frontal. Mas entre esses três fascículos, existem pontos fracos, o forame de Weitbrecht e o forame de Rouvière, por onde a sinovial articular pode se comunicar com a bolsa serosa subcoracóide.


O forame de Weitbrecht é o espaço entre o 1 e o 2 e o forame de Rouvière é o espaço entre o número 2 e o 3.





O ligamento coracóide, o ligamento espinho-glenóide (branco), e ligamento supraescapular (amarelo) que não possuem função mecânica também, a função do ligamento supraescapular é segurar o nervo supraescapular .





Não perca os artigos anteriores para melhorar sua compreensão da fisiologia articular.

Contato

© 2014 by Fisioterapeuta Lucas Job 

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Entre em contato comigo por aqui

terei prazer em responder a qualquer 

dúvida

Visite nossas redes sociais:

Nome *

Email *

Assunto

Mensagem